“É notória a motivação
 na TOPCAR”, Isabel Basto, 
Diretora Executiva do Grupo Nors

O conceito TOPCAR nasceu em outubro de 2011. E, de forma sustentável, foi angariando novos aderentes, tendo a rede crescido para uma presença nacional.

Em entrevista ao Jornal das Oficinas, Isabel Basto, diretora executiva de aftermarket ligeiros do Grupo Nors, faz um balanço do desempenho da rede.

A base do conceito da rede TOPCAR consiste num “abandeiramento” da oficina, sendo permitida a utilização da marca pelo proprietário e o usufruto de um conjunto de soluções estratégicas para o seu negócio.

Este conceito foi testado com resultados comprovados a nível mundial, em vários países e continentes. Atualmente, a rede é composta por 82 oficinas estrategicamente distribuídas pelo país de norte a sul, conseguindo uma cobertura a nível nacional. Brevemente, irão integrar a rede mais quatro oficinas.

Quais os aspetos diferenciadores da rede TOPCAR?

A rede TOPCAR diferencia-se no mercado por desenvolver, com o mesmo peso, as valências de mecânica (serviços rápidos, diagnóstico, eletricidade, climatização, mecânica geral) e colisão (pintura, reparação), permitindo aos parceiros trabalhar uma valência ou ambas.

Quais os principais benefícios e mais-valias que uma oficina independente pode ter ao aderir à rede TOPCAR?

A TOPCAR tem quatro pilares essenciais que definem as várias soluções que faculta às oficinas. Uma delas, é a formação, em que é disponibilizado às oficinas um plano completo, atualizado anualmente, que é transversal a toda a estrutura, desde o gestor ao rececionista, como, também, ao produtivo, seja qual for a sua especialização (mecânica ou colisão).

Outra solução da rede é o apoio técnico via call center e acesso a uma plataforma com uma base de dados de avarias registadas a nível ibérico. E, também, o acesso à imagem moderna e atrativa da marca, comunicada através de um plano de marketing aplicado à realidade local de cada oficina.

O conceito de rede, para além das soluções que o caracterizam, vai sempre dinamizar o espírito de entreajuda e de apoio entre os vários intervenientes que se gera.

É notória a motivação entre todos os intervenientes do projeto, para que a rede seja cada vez mais forte e homogénea, através da partilha de know-how técnico e experiência de mercado.

Leia a entrevista completa na edição de agosto do Jornal das Oficinas.

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Banners - PopUp_Jornal_Oficinas