Recursos humanos: a peça mais importante

Recursos humanos: a peça mais importante

Vivemos numa sociedade em constante mutação. E a área dos recursos humanos não é exceção. Apesar de esta continuar a ser o capital mais importante das empresas, poderemos estar perante uma mudança de paradigma no que às competências valorizadas diz respeito.

Com base no Guia do Mercado Laboral 2019, da Hays, o Jornal das Oficinas foi saber o que pensam os profissionais do aftermarket acerca desta temática.

Quando falamos de recursos humanos, deveremos estar conscientes de que falamos do bem mais valioso das organizações, pois são as pessoas que alavancam a produção, fazem a gestão e procedem à expedição dos produtos concebidos pelas empresas.

Aliás, as empresas são as pessoas. Existem por causa delas e para elas. Ao vivermos num mundo cada vez mais industrializado e automatizado, o capital humano, muitas vezes menosprezado, ou, dito de outra forma, nem sempre valorizado, continua a ser um dos principais recursos das organizações.

Por muita maquinaria que as empresas possam ter, necessitam de pessoas para funcionarem e continuarem a existir.

Leia o artigo completo na edição de outubro do Jornal das Oficinas.

Notícias da mesma categoria

Recursos humanos: a peça mais importante

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com