“Procuramos parceiros que se identifiquem com a marca”, Juan Santos, da rede Checkstar

“Procuramos parceiros que se identifiquem com a marca”, Juan Santos, da rede Checkstar

O ano de 2019 assinala uma nova fase na vida da Checkstar em Portugal, após serem definidos novos requisitos por parte da Magneti Marelli. Ter presença em todas as capitais de distrito é um dos objetivos da rede para o nosso país.

Em entrevista ao Jornal das Oficinas, Juan Santos, responsável da rede Checkstar Portugal, explica as razões da mudança de estratégia e os objetivos que pretende atingir.

O que mudou na estratégia da rede Checkstar em Portugal?
Os novos requisitos da Magneti Marelli ajudaram a que fizéssemos quase um ano “0” e começássemos a trabalhar com uma base comum e transversal a todos os parceiros.

Só desta forma foi possível começar a encetar contactos com potenciais clientes e parceiros, de forma a dinamizarmos o negócio.

Também houve, ao longo deste tempo, uma fase de adaptação de stocks nas variadíssimas gamas de produto Magneti Marelli, de forma a conseguirmos servir a rede com o produto da marca que representam.

Também aqui teve de haver um trabalho de adaptação mútua, pois as oficinas retomaram, gradualmente, a sua ligação aos produtos da marca.

Qual tem sido o envolvimento do Grupo Bombóleo com a rede de oficinas Checkstar?
Sendo a Bombóleo o único distribuidor para a rede Magneti Marelli Checkstar em Portugal, o nosso envolvimento tem ser a 100%. É esse o nosso compromisso com os parceiros e com a marca.

Tivemos de fazer um trabalho de raiz, principalmente de relacionamento com as oficinas, já que, na grande maioria, eram oficinas com as quais que não tínhamos qualquer relação comercial. Foi uma fase de conhecimento, de adaptações mútuas e que, agora, começamos a colher os frutos desse trabalho.

Este envolvimento vai desde o aumento da disponibilidade da gama dos produtos Magneti Marelli Aftermarket aos investimentos na assistência técnica e à formação, que é assegurada por nós sem recurso a serviços externos.

Também iniciámos contactos com algumas entidades de forma a trazer negócio para dentro da rede, com o objetivo, não só, de promovermos a venda do produto para a oficina como, também, para que esta possa escoar esse mesmo produto.

Estamos, igualmente, a trabalhar em novos projetos que apresentaremos, em primeira mão, à rede na próxima convenção. Estamos a criar ferramentas que dinamizem os parceiros que fazem parte da rede.

Leia a entrevista completa na edição de novembro do Jornal das Oficinas.

Notícias da mesma categoria

“Procuramos parceiros que se identifiquem com a marca”, Juan Santos, da rede Checkstar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com