Jornal das Oficinas visitou fábrica Iwata da NTN-SNR no Japão

Jornal das Oficinas visitou fábrica Iwata da NTN-SNR no Japão

A convite da NTN-SNR, voámos até ao Japão para conhecer, in loco, a fábrica Iwata, onde são produzidos os mais modernos rolamentos de roda e componentes de transmissão e de motor do fabricante nipónico.

Ter a possibilidade de visitar uma fábrica japonesa da NTN não acontece todos os dias. E foi a primeira vez que uma unidade do grupo abriu as portas à imprensa internacional.

Fundada em 1960, a fábrica Iwata celebra em 2019 o seu 60.º aniversário. Para além da visita às diversas linhas de montagem, tivemos oportunidade de “discutir” com a administração e engenheiros a estratégia de desenvolvimento dos novos produtos, que serão lançados brevemente no mercado.

Elise Ware, product line manager, Amélie Paviet, marketing manager, e Christophe Idelon, director automotive aftermarket da NTN-SNR Europe, foram os anfitriões que nos guiaram nos dois dias de visita às enormes instalações da Iwata, onde trabalham 2.166 pessoas.

Rolamentos Hi-Tech
Começámos a visita pela secção onde são fabricados os rolamentos, num processo de produção totalmente automatizado, que garante a inexistência de qualquer folga interna, garantindo os requisitos específicos dos clientes, como capacidade de carga, desempenho, acústica e precisão de montagem.

Os volumes de produção tornam a NTN no maior fabricante do mundo deste componente. Controlos de qualidade rigorosos, que estão presentes durante todo o processo de fabrico, garantem a excelência do produto final. Para tal, é sempre utilizado o mesmo tipo de aço especial, caixa adequada para acelerações frequentes e junta de vedação projetada para aumentar a vida útil, mesmo em ambientes demasiado poluídos.

Como novidades, destacam-se para os rolamentos de rodas cerâmicos e de carbono. Esta inovação mantém as pistas de aço, mas adiciona fibra de carbono com resina no cubo. Assim, não apenas a economia de espaço é garantida, mas, também, a redução de peso, uma vez que a fibra de carbono é três vezes mais leve do que o aço.

Juntas homocinéticas mais leves e compactas
As juntas homocinéticas da NTN são compactas, leves e de alto desempenho. Cobrem 97% do mercado europeu de veículos ligeiros e são totalmente concebidas pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento da NTN-SNR, juntamente com os construtores automóveis.

O objetivo é melhorar, constantemente, a qualidade dos materiais, reduzir o tamanho e otimizar o desempenho, com a diminuição da vibração e do ruído, contribuindo, assim, para o conforto acústico dentro do habitáculo.

Graças à tecnologia patenteada de oito esferas, as juntas homocinéticas da NTN-SNR reduzem o peso e o consumo dos veículos, assim como as emissões de CO2.

Como características únicas, destacam-se o ângulo de viragem de 50° Value Undercut Joint (VUJ), que facilita as manobras de estacionamento e as curvas, assim como o Premium Tripod Joint (PTJ), adaptado às necessidades exigentes de baixos níveis vibratórios dos veículos premium e SUV.

Inovação no centro da estratégia
No último dia da visita, o responsável pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento apresentou uma panorâmica dos diversos produtos que a marca está a desenvolver para a indústria automóvel, nomeadamente rolamentos cerâmicos, cubos de roda com motor, transmissões e juntas homocinéticas de elevada eficiência.

Uma vasta equipa de engenheiros da NTN-SNR trabalham em conjunto com os fabricantes de automóveis em soluções para o futuro, desenvolvendo sistemas cada vez mais integrados, aplicando novos materiais e processos para obter maior desempenho, menor consumo e melhores índices de fiabilidade e segurança.

Com 800 pessoas dedicadas à investigação e desenvolvimento em todo o mundo (50% na Europa), o grupo concentra as suas pesquisas e soluções inovadoras nas megatendências do mercado: redução das emissões CO2, redução de peso e volume, hibridização e eletrificação, mudança de comportamento de consumo e novos processos para melhor desempenho e segurança.

Principais dados da fábrica Iwata

• Fundação: 1960

• Área total do local: 260.000 m²

• Área total do edifício: 175.000 m²

• Número de funcionários: 2.166

Atividades:

• Sede de negócios automóvel

• Centro de R&D de novos produtos

• Centro de R&D em engenharia de produção

• Divisão do módulo EV

• Centro de R&D do CAE

A Iwata tem a maior produção entre as fábricas da NTN no Japão. Dispõe de certificação ISSO ISO14001. Em junho de 2005, as unidades de fabrico de transmissões, juntas homocinéticas, fundição e os departamentos de engenharia relacionados foram certificados com a norma ISO / TS16949

Notícias da mesma categoria

Jornal das Oficinas visitou fábrica Iwata da NTN-SNR no Japão

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com