LIQUI MOLY Iberia anuncia que 2019 foi o seu melhor ano de sempre

LIQUI MOLY Iberia anuncia que 2019 foi o seu melhor ano de sempre

O ano de 2019 foi o melhor de sempre na história da LIQUI MOLY Iberia, que registou um crescimento de 25% no volume de negócios, comum a todas as linhas de produto. Ao mesmo tempo, foram semeadas ao longo do ano as bases para continuar a alavancar o crescimento durante 2020.

“Foi um ano muito positivo para a LIQUI MOLY Iberia, mantendo um crescimento a dois dígitos que, neste caso, mostrou a força da marca no mercado ibérico e a capacidade que tem de crescer todos os anos. Isto prova também, que é uma boa aposta para os nossos clientes e para todos os nossos parceiros de distribuição, com destaque para os excelentes resultados das oficinas que trabalham com os nossos produtos”, explica Matthias Bleicher, diretor-geral da LIQUI MOLY Iberia.

Para este ano de 2020, Matthias Bleicher não tem dúvidas: “O caminho vai continuar a ser o do sucesso, porque não existe um único parceiro de negócio que não possa crescer com a nossa marca”.

A aposta forte nos óleos é, também, um objetivo delineado para este ano no mercado ibérico, beneficiando da qualidade de topo dos lubrificantes “made in Germany” e de todas as ferramentas e apoio comercial, técnico e de marketing que a marca garante aos seus parceiros de negócio.

Também a nível mundial, a LIQUI MOLY mantém a trajetória de crescimento apesar das dificuldades acrescidas. Fechou o ano de 2019 com um volume de negócios recorde de 569 milhões de euros, um aumento de 4% em comparação com o ano anterior. “Isto prova que conseguimos, também, ser bem sucedidos em condições difíceis”, afirmou o sócio-gerente, Ernst Prost, referindo-se aos problemas de software do ano passado.

A morosa conversão de software afetou fortemente os números dos primeiros meses. Pouco a pouco, a empresa foi resolvendo esses problemas, iniciando, então, os esforços com vista à recuperação. “Todos arregaçaram as mangas e deitaram mãos à obra”, declara Ernst Prost, elogiando a sua equipa.

A seguir, a LIQUI MOLY assinalou uma nova série de recordes em termos de volume de negócios mensal, conseguindo, assim, recuperar uma parte do terreno perdido. No final do ano, em vez de uma diminuição, registou, inclusivamente, um crescimento do volume de negócios de 4%, atingindo os 569 milhões de euros, ou seja, um novo recorde. A LIQUI MOLY duplicou, deste modo, o seu volume de negócios dos últimos 10 anos.

No entanto, o arranque difícil do ano passado deixou marcas evidentes no lucro. A ausência de receitas e os custos adicionais associados à resolução dos problemas de software empurraram o lucro para um valor inferior ao de 2018, mas o retorno das vendas continua a ter dois dígitos. “A LIQUI MOLY está financeiramente saudável, não tem dívidas e tem uma quota de capital próprio superior a 80%”, afirma Ernst Prost.

O número de co-empreendedores – assim se designam os colaboradores na LIQUI MOLY – aumentou de 849 para 933 em 2019. Para Ernst Prost, ter mais recursos humanos em tempos difíceis não é uma contradição. “As crises não se resolvem despedindo pessoas, mas sim contratando mais pessoas para resolver os problemas”, frisa o responsável.

Conforme esperado, a LIQUI MOLY cresceu mais nas exportações do que no seu mercado nacional, a Alemanha, onde a marca está estabelecida há várias dezenas de anos. “Há muito tempo que temos mais volume de negócios nas vendas internacionais do que no nosso mercado nacional”, declara Ernst Prost.

“O potencial em termos de volume de negócios é muito maior”, acrescenta. Os mercados mais importantes são a Rússia, os EUA e a China. O negócio das exportações não é tão fácil como parece: conflitos comerciais internacionais, economias débeis e entraves nacionais às importações são apenas alguns dos obstáculos que surgem.

A LIQUI MOLY fabrica, exclusivamente, os seus óleos e aditivos na Alemanha para garantir um elevado nível de qualidade homogéneo e constante em todo o mundo. Isto faz da LIQUI MOLY uma marca de topo. “E, na verdade, não queremos ser os mais baratos, queremos ser os melhores”, assegura Ernst Prost.

Mais vendas significam um retorno saudável. Ernst Prost olha com satisfação para um ano de 2019 difícil: “O facto de termos conseguido continuar a crescer, apesar das condições difíceis, mostra o quão forte é a LIQUI MOLY”, conclui.

 

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com