ACAP faz balanço do setor automóvel em 2019

ACAP faz balanço do setor automóvel em 2019

A ACAP (Associação Automóvel de Portugal) acaba de fazer o balanço de 2019 no que diz respeito ao desempenho do setor automóvel. 

Apesar da ligeira quebra registada na venda de veículos novos face a 2018, os veículos movidos a energias alternativas estão em franca aceleração e a produção automóvel cresceu 17%. O peso do setor automóvel nas receitas fiscais do Estado em 2019 manteve-se acima dos 20%.

A produção automóvel em Portugal registou um crescimento de 17% face a 2018. Em 2019, foram produzidos 346 mil veículos, número superior ao mercado automóvel nacional e que coloca Portugal, definitivamente, no clube dos produtores de automóveis.

97% dos veículos fabricados em território nacional tiveram como destino os mercados internacionais, com a Alemanha no topo das vendas (23,3%), seguido de França (15,5%), Itália (13,3%) e Espanha (11,1%).

Segundo a ACAP, a produção automóvel, em Portugal, representa um volume de negócios de 16 mil milhões de euros, cria 71 mil empregos diretos e envolve cerca de 600 empresas a montante do processo de fabrico.

Em 2019, o mercado automóvel nacional registou uma ligeira quebra de 2% face a 2018. Esse decréscimo situou-se em 2% nos ligeiros de passageiros, em 2,1% nos veículos comerciais ligeiros e em 1,2% nos veículos pesados.

No topo da lista dos modelos mais vendidos, estão Renault Clio, Mercedes-Benz Classe A e Renault Captur. Já nos veículos elétricos, o top 3 é liderado pela Tesla, seguida da Nissan e da Renault.

Apesar da ligeira quebra geral, os veículos movidos a energias alternativas registaram um crescimento significativo, passando os veículos elétricos a representar 3,1% do mercado. Assinala-se, assim, o enorme ganho de quota de mercado registado pelos elétricos mas, também, pelos híbridos plug-in.

No que respeita às matrículas de automóveis importados usados, acentua-se a subida iniciada em 2014, sendo que os veículos a gasóleo lideram as preferências destas importações. O total de veículos usados importados têm cilindrada média de 1613 cc e uma idade média de 5,5 anos.

De forma geral, o comércio, a manutenção e reparação de veículos automóveis e motociclos representa um volume de negócios de 21,8 mil milhões de euros, cria 102 mil empregos diretos e envolve 31 mil empresas, entre sociedades e registos em nome individual.

 

Notícias da mesma categoria

Joana Calado

Do mesmo Autor: Joana Calado

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com