Condutores não estão a ser devidamente aconselhados em Madrid

Condutores não estão a ser devidamente aconselhados em Madrid

De acordo com um estudo realizado pelo World Shopper junto de 52 concessionários da capital do país vizinho, 53% não explica aos condutores qual a tecnologia de propulsão que melhor se adapta às suas necessidades.

É esta a principal conclusão do estudo sobre a experiência do cliente “WS Electrification Index”, apresentado pela plataforma de conhecimento em inovação automóvel World Shopper, durante o recente Congresso da Faconauto.

A investigação, realizada no passado mês de janeiro segundo a metodologia do “Mystery Shopping”, consistiu na análise das respostas oferecidas pela Internet – site e email – por um total de 52 concessionários da Comunidade de Madrid, de 13 marcas diferentes, à razão de quatro por marca.

“Que tipo de veículo se adapta melhor às minhas necessidades?” Foi a pergunta à qual o “cliente mistério” do estudo do World Shopper tentou obter resposta durante a interação com os 52 concessionários contactados.

Para tal, em primeiro lugar, foi realizada uma análise na web de cada concessionário, identificando a oferta atual, a quantidade e qualidade dos conteúdos, assim como a usabilidade dos sites. Em seguida, o “cliente mistério” interagia, sempre via online, explicando que tinha uma família de três pessoas e que realizava cerca de 10.000 km por ano, dos quais 50% em cidade, 40% em estrada e 10% em autoestrada.

Segundo disse Ricardo Oliveira, fundador do World Shopper, “interessava-nos ​​saber qual resposta que a indústria automóvel, as marcas e os concessionários estão a dar perante a incerteza que o consumidor tem em avaliar e escolher o tipo de propulsão para o seu próximo veículo”.

E acrescentou: “A conclusão deste primeiro estudo, que será seguido por outros em mais cidades, revela que essa resposta não está a ser dada de forma satisfatória. Num contexto como o de Madrid, onde a preocupação com a poluição está a materializar-se em regulamentação municipal exigente, como o Madrid 360, o novo plano da capital para melhorar a qualidade do ar no centro da cidade e cumprir os limites de emissões impostos pela Europa, assim como inúmeras fórmulas para a utilização da nova mobilidade à disposição dos cidadãos e uma opinião pública muito sensível, os concessionários não estão a contribuir para solucionar, de forma decisiva, a incerteza dos condutores. E, isso, significa que ainda há muito a fazer”.

Dos 52 concessionários contactados, 40% não respondeu ao pedido de informações por parte do “cliente mistério” e 13% não deu resposta concreta à pergunta “Qual o veículo que melhor se adapta às minhas necessidades de mobilidade?”.

Entre os que tentaram ajudar o cliente, 27% indicou um veículo a gasolina, 15% recomendou uma opção híbrida elétrica, 10% aconselhou um híbrido plug-in, 8% um modelo 100% elétrico e 2% um bi-fuel a GPL.

Com as conclusões deste primeiro estudo “WS Electrification Index”, do World Shopper, sob orientação dos concessionários para dar resposta à incerteza dos condutores no campo das tecnologias de propulsão, a equipa liderada por Ricardo Oliveira criou uma metodologia de consultoria para o cliente automobilista.

O objetivo é ajudar os concessionários a divulgar junto dos condutores o conteúdo adequado para que estes escolham o veículo que melhor se adapte às suas necessidades, incluindo explicações sobre o novo léxico da mobilidade e informações úteis, como custos de utilização, autonomia necessária, incentivos fiscais e opções de carga.

Este estudo fará parte do programa World Shopper Conference, que se realizará nos dias 5 e 6 de maio, no Estoril.

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com