“A campanha ‘Fabricante do Mês’ é uma aposta, claramente, ganha”, Armindo Romão, Auto Delta

“A campanha ‘Fabricante do Mês’ é uma aposta, claramente, ganha”, Armindo Romão, Auto Delta

Extenso portefólio de produtos, seriedade nas relações comerciais e acompanhamento permanente dos clientes, são razões que fazem da Auto Delta um dos nomes mais sonantes da distribuição de peças em Portugal.

A iniciativa “Fabricante do Mês” tornou-se num dos pontos fortes da empresa, sendo mesmo considerada por Armindo Romão, administrador, como uma aposta, claramente, ganha no que toca a campanhas promocionais.

Este ano voltaram a ser PME Excelência. O que representa este estatuto para a Auto Delta e que mais-valias e vantagens trouxeram para a empresa?

Este estatuto, atribuído, ininterruptamente, desde 2010, é o reconhecimento do bom trabalho que temos vindo a desenvolver no aftermarket. Para além do efeito reputacional geral que uma distinção deste tipo aporta, significando cada vez mais solidez e idoneidade, este acaba, também, por ser muito importante, pois é acompanhado de uma maior compreensão por parte do sistema financeiro.

No final de 2018, a Auto Delta integrou o Grupo CGA. Quais os objetivos desta integração?

A integração no Grupo CGA tem como principal objetivo a obtenção de ganhos de escala dentro deste mercado, sempre atendendo à independência como uma das principais características da Auto Delta. Para além das muitas marcas que têm acordos comerciais com o Grupo CGA, é, também, de realçar os diferentes projetos de redes de oficinas desenvolvidos por este coletivo, claramente uma oportunidade de negócio para ser agarrada no mercado nacional. 

Apresentaram, recentemente, o projeto “Official MEYLE Dealer”. Em que consiste este projeto e quais os seus objetivos?

O projeto “Official MEYLE Dealer” (OMD) é, antes de mais, um fortalecimento na relação entre fabricante, distribuidor e retalhista. Desta forma, 14 parceiros comerciais já contam com esta distinção, que traz com ela benefícios, como suporte técnico especializado e de marketing diretamente desenvolvidos pela MEYLE. Não se tratando de uma busca por uniformização de imagem e procedimentos, o cerne deste projeto está em dotar os retalhistas de ferramentas que os ajudem a vencer nas áreas geográficas em que estão inseridos e ancorados em produtos e serviços de qualidade, funcionando a Auto Delta como a coordenadora nacional do projeto.

A Auto Delta tem realizado algumas campanhas solidárias para apoiar instituições, seguindo uma política de responsabilidade social. Que retorno têm tido destas iniciativas? Estão previstas novas campanhas solidárias?

Tem sido muito enriquecedor verificar a atenção que é dada pelo mercado a este tipo de campanhas e, para a Auto Delta, é muito importante sentirmos que estamos a fazer algo que importa na vida das pessoas. Todos estão bastante cientes de que seremos uma sociedade muito mais forte se soubermos ajudar quem necessita e passarmos uma parte do nosso lucro em prol daqueles que são mais desfavorecidos. Novas campanhas solidárias estão na calha para serem apresentadas, sempre seguindo critérios específicos, como sejam a importância da instituição na sociedade, a sua dimensão e as necessidades prementes.

Para quando está prevista a inauguração do armazém e quais as mais-valias que o novo espaço vai trazer para a empresa e clientes?

O novo armazém deverá ser inaugurado brevemente e será muito importante para sustentar o crescimento que a Auto Delta tem tido, principalmente nos últimos anos. Na verdade, mais um espaço irá revelar-se decisivo para o desenvolvimento de gamas de produto que já disponibilizamos, bem como para começarmos a comercialização de outras que, por falta de espaço, ainda não se encontram na Auto Delta. Essa disponibilidade em stock, um dos desígnios de sempre da Auto Delta, é muito importante para podermos continuar a crescer, permitindo ao mercado ter acesso aos produtos que necessita o mais rapidamente possível.

Vão continuar a promover as campanhas “Fabricante do Mês”? Qual tem sido a aceitação destas campanhas da parte de clientes e fabricantes?

A campanha “Fabricante do Mês” tornou-se, naturalmente, num dos pontos fortes da Auto Delta e numa das apostas, claramente, ganhas no que toca a campanhas promocionais. Se os nossos clientes estão bastante agradados e procuram aproveitar as campanhas que são desenvolvidas nestes meses específicos, também os fabricantes o estão. Cientes da importância que este tipo de iniciativa tem tipo no desempenho das suas marcas, procuramos desenvolver campanhas exclusivas que permitam resultados interessantes e ganhos de escala para os nossos parceiros comerciais.

A perda de margem na comercialização das peças está a criar dificuldades às empresas de distribuição. Como se pode alterar esta situação?

Essa perda de margem é um facto. E resta-nos procurar soluções compensatórias que permitam bons resultados no futuro. Em primeiro lugar, é preciso apostar em marcas e gamas de produto de qualidade e desempenho elevados, capazes de se diferenciarem num mercado saturado de produtos muito semelhantes. Depois, será, também, decisivo apostar em serviços complementares que permitam uma maior fidelização dos clientes. O aftermarket já não se cinge, exclusivamente, à comercialização de peças e acessórios para automóveis, pelo que temos de agarrar todas as oportunidades que nos surjam para marcarmos a diferença.

Como analisa a entrada de distribuidores de peças espanhóis em Portugal? Considera que está a haver uma “iberização” do comércio de peças automóvel?

A filosofia da Auto Delta, que procuramos incutir em todos os colaboradores, sustenta que qualquer ameaça é, simultaneamente, um desafio. E é exatamente assim que observamos a entrada de distribuidores de peças espanhóis em Portugal. Com eles, virão, também, novas abordagens e formas de estar no mercado que nos irão motivar para desenvolvermos cada vez mais as nossas opções e, consequentemente, a oferta para o mercado nacional. Ainda assim, não nos parece que uma “iberização” per si seja possível a curto prazo. Os mercados são bastante diferentes, principalmente na sua organização e posicionamentos de diversos players, pelo que uma uniformização não parece muito provável nos próximos tempos.

Os fabricantes de automóveis estão cada vez mais ativos no mercado do pós-venda. Como vai ser no futuro a convivência entre as marcas de origem e as de aftermarket? Quem vai ganhar a maior fatia do mercado do pós-venda?

Esse é mais um dos desafios para o qual nos preparamos já há algum tempo. Depois de uma incursão que, aparentemente, não trouxe os resultados esperados, os fabricantes de automóveis entram, agora, no mercado do pós-venda com uma estratégia diferente. Procurando compensar as quebras de vendas, que resultam em quebras financeiras, planificam uma estratégia mais global, estando presentes em diferentes dimensões do pós-venda e não só na comercialização de peças e acessórios. Aconselha-se cautela, pois este tipo de entidades pode não ter a flexibilidade que os distribuidores, como a Auto Delta, têm. Mas contam com um poderio financeiro difícil de comparar. Ainda assim, parece-nos que os distribuidores especializados continuarão a ter um papel fundamental neste mercado, podendo existir fenómenos de concentração de players que não se consigam adaptar a um contexto tão exigente.

Qual será o futuro modelo de negócio da distribuição de peças com o aparecimento da conectividade e da mobilidade partilhada? A conectividade tem o poder de influenciar, significativamente, o aftermarket? De que modo?

A conectividade e a mobilidade partilhada irão influenciar o modo de vida de toda a sociedade e não só do aftermarket. Aqui, mais uma vez, temos de nos munir de armas para enfrentar tempos algo incertos, pois, a cada dia que passa, existe uma novidade que não se vislumbrava no dia anterior. A verdade é que qualquer distribuidor tradicional terá de ser bastante flexível, agarrando oportunidades de negócio, mesmo que isso implique a sua diversificação. Para que consiga vencer num futuro bastante incerto.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com