INDICATA lança estudo sobre o impacto da Covid-19 no setor automóvel

INDICATA lança estudo sobre o impacto da Covid-19 no setor automóvel

O INDICATA, líder global em cálculo de preços de veículos usados e análise de mercado, lançou um novo White Paper, com download gratuito, que analisa os efeitos a curto, médio e longo prazos do Covid-19 no mercado europeu de veículos usados.

O INDICATA analisa nove milhões de anúncios de veículos usados em toda a Europa, todos os dias, permitindo-lhe obter uma visão rigorosa da procura e dos preços de mercado por país, dando aos vendedores o primeiro alerta sobre questões de mercado, como o Covid-19, ou oportunidades.

Ao analisar o número de anúncios de veículos removidos da Internet, os dados do INDICATA avaliaram a atividade de vendas de veículos usados junto dos consumidores. O norte da Europa teve uma queda de 21,5% nas vendas entre 11 e 18 de março, enquanto o sul da Europa, incluindo Itália, caiu 44% no mesmo período.

Aqui ficam algumas das alterações de mercado, por país, em mais detalhes:

Os dados do INDICATA mostram as taxas de vendas de veículos usados em Itália, França e Espanha. A dramática queda nas vendas de Itália é clara, os volumes de Espanha estão a começar a abrandar e o mercado francês começou a cair.

Comparando o Reino Unido e a Alemanha, os dados mostram que o primeiro está a sentir uma pequena queda no mercado, enquanto há uma queda mais visível nos volumes de vendas alemãs.

As variações entre os países de tamanho médio mostram algum impacto na Holanda e na Suécia, enquanto a Polónia e a Turquia ainda não foram muito afetados devido a taxas de infeção mais baixas do coronavírus.

Olhando para os países mais pequenos da Europa, há uma diferença assinalável entre os mercados. A Áustria fechou a sua fronteira com Itália a 11 de março e o impacto foi instantâneo.

A Dinamarca e a Bélgica implementaram fortes restrições e os efeitos estão a notar-se. Portugal decretou o Estado de Emergência a 19 de março e podemos esperar que as vendas de veículos comecem a cair rapidamente.

Os dados mostram a correlação entre as taxas de infeção e a queda nas vendas de veículos usados entre 11 e 18 de março, em comparação com o mesmo período de fevereiro.

Comparam-se com as taxas de infeção por um milhão de população. Países como Polónia e Turquia, com baixas taxas de infeção, foram os menos afetados. À medida que o vírus progride, os revendedores precisam de conhecer as tendências do mercado em cada país para identificar os canais de vendas mais eficazes.

O White Paper também analisa como ocorreu a última recessão nos mercados de veículos novos e usados em toda a Europa. E como essas tendências se podem repetir num mundo dominado pela pandemia de Covid-19. Além disso, o artigo explora como a China está a conseguir controlar as taxas de infeção e como tal pode servir de inspiração para a Europa.

Pode consultar aqui o relatório completo.

Notícias da mesma categoria

Joana Calado

Do mesmo Autor: Joana Calado

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com