Observatório INDICATA: mercado de usados recupera, vendas do Diesel caem

Observatório INDICATA: mercado de usados recupera, vendas do Diesel caem

Dois dos primeiros países da Europa onde o comércio automóvel está a sair do bloqueio total causado pela pandemia de Covid-19 (Alemanha e Áustria) estão a ver os usados a recuperar rapidamente à medida que os consumidores começam a comprar carros como uma espécie de “auto compensação emocional” após o duro período de paragem, de acordo com o mais recente relatório do Observatório INDICATA.

A Alemanha viu o seu mercado de usados recuperar para 90% dos volumes de março e a Áustria 80%, depois de o comércio automóvel ter aberto as portas novamente. O crescimento mais significativo verificou-se no segmento dos desportivos em ambos os países, à medida que os consumidores começam a comprar carros como uma espécie de “auto compensação emocional” pós-bloqueio.

Países que sofreram bloqueios parciais, como Holanda, Suécia e Dinamarca, registaram, respetivamente, um retorno para 90%, 98% e 102% dos volumes de vendas pré-bloqueio com base no aumento da atividade económica e da confiança dos consumidores.

Nos relatórios anteriores do Observatório INDICATA, a Suécia tinha sido o país mais resistente da Europa, com o bloqueio mais leve. Passou de 80% dos níveis de vendas anteriores, para 98% no dia 1 de maio.

Em abril, os volumes de vendas da Dinamarca caíram para cerca de 60% de março. Mas com o abrandamento progressivo das medidas, o mercado recuperou e subiu para 102%.

Na Holanda, a confiança dos consumidores também está a regressar, com as vendas a recuperarem para 90% dos números do início de março. Mas, apesar do crescimento das vendas, ainda não há movimentos significativos de preços a reportar em toda a Europa, mesmo nos mercados recém abertos. A Suécia, o mercado mais aberto durante a pandemia, só viu os preços descerem 4,4%.

O INDICATA ainda não registou movimento nos grandes mercados bloqueados de Itália, Espanha, França e Reino Unido. Em mercados mais pequenos, como Portugal e Polónia, e em menor grau, a Bélgica, existem alguns sinais de retoma lenta da procura sustentada pelos canais online e pelas redes de contactos dos comerciantes.

Uma tendência notável é o crescimento da popularidade dos veículos usados a gasolina, híbridos e elétricos, em detrimento do gasóleo. Todos os seis países que estão em fase de recuperação viram um crescimento dos automóveis usados a gasolina.

Na Alemanha, a oscilação do gasóleo para a gasolina foi de 6,2% e na Polónia de 9,8%. Entretanto, a Suécia registou um crescimento de 30% nos volumes híbridos e elétricos, contra uma redução de 2% nas vendas totais do seu mercado.

Para aceder ao mais recente relatório do Observatório INDICATA, clicar aqui.

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com