Rheinmetall Automotive assegura encomenda recorde

Rheinmetall Automotive assegura encomenda recorde

Uma conceituada marca de automóveis fez um pedido de bombas de vácuo elétricas à Rheinmetall Automotive, no valor de 250 milhões de euros. Os componentes serão fabricados pela Pierburg Huayu Pump Technology (PHP), uma empresa joint venture com sede em Xangai da Rheinmetall Automotive.

A fase de produção já começou no ano passado. As bombas estão sendo instaladas em veículos elétricos híbridos plugin ​​(PHEV) nas fábricas chinesas do cliente. Após diminuir o volume de produção durante março e abril de 2020 como resultado do surto de coronavírus, a fábrica de PHP em Xangai está 100% operacional e a procura do cliente pelas bombas está dentro das previsões estabelecidas.

A bomba de vácuo elétrica foi desenvolvida pela Pierburg na Alemanha, onde a produção já começou em 2017 para outro pedido do mesmo cliente. A principal vantagem das bombas de vácuo elétricas é que elas podem ser desligadas quando não há travagem, enquanto as bombas de vácuo mecânicas funcionam continuamente, mesmo quando não há necessidade. Além disso, a bomba de vácuo elétrica não está conectada ao sistema de lubrificação do óleo do motor. A bomba de óleo pode, portanto, ser reduzida, o que, por sua vez, aumenta a eficiência do sistema de transmissão.

Nos híbridos, as bombas de vácuo elétricas acionam exclusivamente de modo elétrico quando o motor de combustão é desligado, pois a assistência total à força de travagem é mantida.

As bombas também podem ser usadas em veículos totalmente elétricos e até em transmissões convencionais. Especialmente para os atuais motores a gasolina downsize, as bombas elétricas também são indispensáveis, pois garantem sempre um nível de vácuo adequado, por exemplo, para aumentar a potência de travagem.
Além de uma redução substancial do consumo de combustível e das emissões, a bomba apresenta um excelente desempenho de ruído e vibração.

Principalmente em veículos elétricos e híbridos, o nível de ruído do sistema da bomba deve ser tão baixo que não possa ser ouvido durante a condução. A bomba e o motor integrado são desenvolvimentos internos da Rheinmetall, o que levou a soluções de fixação que permitem que a bomba de vácuo elétrica seja conectada a partes da carroçaria independentemente de outros conjuntos e sem causar vibrações perturbadoras na estrutura.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com