Continental tem novas correias de distribuição para Citroën e Peugeot

Continental tem novas correias de distribuição para Citroën e Peugeot

A Continental atualiza a respetiva gama de correias de distribuição para o mercado das peças de reposição para automóveis com a nova na gama de correia de distribuição CT1228.

Esta veio substituir a que se encontrava no mercado até agora, a CT1188, em todas as aplicações. Destina-se aos motores de 1,2 litros da Peugeot e Citroën a partir de finais do ano de construção 2013.

Em algumas aplicações, a correia de distribuição funciona diretamente em óleo. Deste modo, o fabricante reduz o atrito no motor e por conseguinte, as emissões. Assegurando ao mesmo tempo um funcionamento de baixo ruído com tempos de distribuição muito precisos. Para as correias de distribuição, uma tal utilização requer os mais altos padrões no que se refere à resistência dos materiais. Visto que as mais pequenas impurezas no óleo podem conduzir a uma cristalização. Caso existam tais cristais entre a correia e a polia, a correia pode ficar danificada devido aos cristais extremamente duros e no pior dos casos, a correia pode romper.

Por essa razão, a Continental melhorou uma vez mais as propriedades dos materiais da correia: os elementos de tração de fibra de vidro possuem um revestimento otimizado resistente a óleo e estão embebidos numa borracha HNBR (borracha de acrilonitrilo-butadieno hidrogenado) ligada com peróxido. Esta possui uma percentagem ainda maior de acrilonitrilo (ACN) do que anteriormente.

Quanto mais elevada for esta percentagem, mais resistente é o material, contra certos compostos de carbono, entre outros, que possam surgir através do atrito de impurezas cristalizadas no óleo. Também a tela de aramida na parte interior da correia está equipada com um sistema multicamadas de resistência ao desgaste. “A CT1188 já estabelecia padrões na categoria de robustez e resistência. Com a nova CT1228 conseguimos uma vez mais elevar o patamar” disse o Product Manager da Continental Robert Franz.

Com esta, os motores mais antigos com quilometragem especialmente elevada que solicitam vantagens ambientais e ganhos de eficiência, que lhes são fornecidos de forma construtiva por uma correia de distribuição que funciona em óleo. Franz afirma ainda que para tal é decisivo que as oficinas cumpram exatamente as especificações de óleo do fabricante.

A Continental concede também para a nova correia de distribuição CT1228 uma garantia de 5 anos para as oficinas registadas.

Para os técnicos profissionais de instalação da área automóvel, a Continental disponibiliza a série de vídeos Watch and Work, onde é apresentado, entre outros, também o princípio da correia dentada com funcionamento em óleo: www.continental-ep.com/bio

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com