Jornal das Oficinas de Outubro já disponível online

Jornal das Oficinas de Outubro já disponível online

Nesta edição de outubro 2020 celebramos os 15 anos do Jornal das Oficinas com um artigo de destaque sobre o percurso da publicação, desde o seu lançamento até aos dias de hoje. Lembramos os marcos mais importantes e as muitas histórias e experiências vividas nesta década e meia de existência.

Para perceber o que é preciso saber e fazer de forma a entender as mudanças de comportamento dos consumidores e também das novas competências que os recursos humanos das oficinas devem ter para responderem às necessidades dos clientes no âmbito da COVID 19, o Jornal das Oficinas entrevistou Jorge Cancella de Abreu, diretor geral da Team Up.

A proteção dos nossos dados é o tema da rubrica Em Foco deste mês. O automóvel conectado chegou e a sua utilização implica várias responsabilidades de caráter legal: responsabilidade civil, licenças e autorizações, normas de circulação, etc., mas de entre todas elas destaca-se a responsabilidade pela proteção de dados e da privacidade.

No rescaldo do Inquérito sobre “Digitalização das Empresas Aftermarket”, realizado pelo Jornal das Oficinas e Alidata, estivemos à conversa com Fernando Amaral, CEO da Alidata, para saber a sua opinião sobre os resultados e expetativas quanto ao futuro digital deste setor.

A Rodapeças celebra este ano o 30º aniversário e o Jornal das Oficinas aproveitou a efeméride para entrevistar Carlos Rosa, fundador, que recordou o percurso ímpar da empresa, a qual nasceu com um negócio de nicho e hoje é uma referência nacional, em soluções para as oficinas

Na seção dedicada às empresas, começamos pela Darquepeças, um retalhista de peças automóvel, onde a ‘idade’ já pesa, mas a experiência não. José Amaral sempre esteve ligado a este setor, até ao dia em que decidiu traçar o próprio caminho do sucesso e abrir a Darquepeças.

Visitámos também as novas instalações da Leirilis, que têm cerca de 2.500 m2 e estão divididas em quatro áreas operacionais: escola de formação, zona de escritórios, loja e por último, armazém. A empresa não descarta a ideia, agora com mais espaço disponível, de expandir a sua gama de marcas próprias.

A Turbo Peças, liderada por Fátima Barbosa, foi outra das empresas que visitámos para esta edição. Sendo uma das poucas senhoras em Portugal à frente de uma casa de peças, Fátima Barbosa nunca se sentiu constrangida no desempenho das suas funções, antes pelo contrário, como diz “Sempre recebi um carinho especial por parte dos meus concorrentes, que conhecem a minha paixão por esta profissão. Não me vejo a trabalhar noutra área, por isso exerço esta atividade nas peças para automóveis há quatro décadas”.

Na rubrica dedicada à gestão explicamos como deve ser avaliado o trabalho na oficina. Medir a eficiência, a ocupação e a produtividade da oficina é um trabalho que até agora muitas oficinas realizavam mais à vista desarmada do que com base em dados precisos. Mas se dispusermos das ferramentas tecnológicas apropriadas podemos antecipar-nos a futuros problemas e aumentar a rentabilidade da oficina.

A seção “Máquina do Tempo” é totalmente dedicada aos 100 anos das baterias Tudor, um marco que não nos passou despercebido e merece comemoração. Amílcar Nascimento, key account e marketing manager da Exide em Portugal explica tudo nesta conversa com o Jornal das Oficinas.

A Oficina do Mês é a 11 Auto, localizada em Mafra e fundada há 14 anos pelos irmãos Hugo e João Silva. Atualmente conta com nove colaboradores e presta todo o tipo de serviços de reparação mecânica e pintura.

José Luis Bravo, diretor geral da ASER, é a personalidade convidada para escrever a “Opinião” deste mês, que olha para a mudança como uma oportunidade real de melhoria e progresso.

A reestruturação da sede da MF Pinto, mereceu também a nossa visita. As remodeladas instalações permitiram à empresa de Sintra, não só aumentar a capacidade de stock, como também dar melhores condições de trabalho aos seus 30 colaboradores.

A Técnica & Serviço é sobre o veículo de cortesia, porque hoje em dia, a oficina que não preste este serviço aos seus clientes, fica em desvantagem relativamente à concorrência.

Pode ler ainda na rubrica Passo a Passo, as instruções para a substituição de um para-choques, um dos elementos da carroçaria mais exposto aos impactos e, por isso, uma das peças cuja substituição é mais frequente.

Desejamos boas leituras e até à próxima edição de novembro.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com