Campanha Power On – Guia de Assistência a Veículos Elétricos e Híbridos

01 - Campanha_POWER-ON_01

Já todos sabem que os carros elétricos vieram para ficar, sobretudo quando a aposta das marcas neste tipo de tecnologia não deixa espaço para dúvidas.  O objetivo deste Guia de Assistência a Veículos Elétricos e Híbridos é ajudar as oficinas sobre uma correta intervenção nestes veículos, aquando da sua manutenção

Veículos 100% elétricos e híbridos têm tecnologias diferentes e, por isso, necessidades diferentes, Ambos requerem uma manutenção regular mínima aos sistemas elétricos, onde se incluem a bateria, o motor e todos os dispositivos elétricos associados. No entanto, o sistema de travões, por exemplo, exige muito menos manutenção nestes veículos do que nos de combustão interna.

Uma das razões pelas quais os carros elétricos não precisam de tanta manutenção é o facto de terem menos fluidos para substituir (como o óleo ou o líquido de transmissão) e menos peças móveis. Por oposição, os híbridos incluem motores a gasolina, o que faz com que as suas necessidades de manutenção sejam similares às de um carro movido a motor de combustão. Os carros elétricos precisam de menos visitas à oficina, menos troca de peças e, de uma maneira geral, menos manutenção. Mas há alguns aspetos a ter em conta para manter o veículo sempre afinado e seguro. Conheça alguns deles:

Manutenção de veículos elétricos e híbridos
A manutenção de veículos elétricos e híbridos é, por diversas razões, mais simples do que a manutenção realizada nos veículos tradicionais, leia-se, veículos com motor de combustão interna. A principal distinção na manutenção dos dois tipos de veículos é naturalmente o tipo de propulsão, sendo que no caso dos veículos híbridos, a maior simplicidade associada à manutenção, está diretamente relacionada com a componente elétrica do veículo. Os benefícios da travagem regenerativa, a menor quantidade de componentes móveis e de fluídos em comparação aos veículos tradicionais, significa que existem menos custos de manutenção associados ao veículo elétrico ou ao veículo híbrido.

Relativamente à travagem regenerativa, pelo facto do mecanismo recuperar energia cinética opondo-se ao movimento do veículo, a energia que se dissiparia pelos discos e pastilhas de travão é convertida em energia elétrica e armazenada na bateria de alta tensão. Deste modo, é natural que não só o desgaste no sistema de travagem do veículo, como os custos associados, sejam substancialmente inferiores. No que se refere aos fluídos, os equipamentos que compõe os veículos elétricos e híbridos têm geralmente menor necessidade de terem fluídos associados ao seu funcionamento, não necessitando de manutenção associada.

No entanto, à semelhança dos veículos tradicionais, os fluídos de refrigeração da bateria de alta tensão, os fluídos do sistema de travagem e ainda o depósito de líquido do limpa para-brisas, devem ser mantidos e verificados em qualquer procedimento de manutenção. Em alguns construtores, existem inclusivamente fluídos da caixa de velocidades que necessitam de ser substituídos periodicamente.

As baterias de baixa tensão ou baterias de 12V é um dos componentes que é comum a todos os veículos. Nos veículos elétricos e híbridos esta bateria é essencial para garantir a alimentação do sistema de alta tensão e o funcionamento dos componentes acessórios do veículo, tais como algumas funções do computador de bordo, vidros, airbags e luzes interiores e exteriores.

A bateria de alta tensão não necessita de manutenção periódica. No entanto, sendo o componente responsável pela propulsão do veículo, é de extrema importância assegurar o seu correto funcionamento. Este componente tende a tornar-se menos eficiente com o passar do tempo, contudo, a intervenção na bateria de alta tensão é recomendável apenas quando o veículo exibe a mensagem de erro ou apresenta um comportamento anómalo. A intervenção na bateria de alta tensão consiste na substituição por uma bateria nova ou reparação com a substituição do módulo(s) danificado(s).

Cuidados redobrados
Ao nível da segurança durante a intervenção, devido à componente elétrica dos veículos, os cuidados terão que ser redobrados afim de prevenir acidentes. Ao contrário dos veículos tradicionais, a tensão elétrica de trabalho da componente elétrica dos veículos elétricos e híbridos pode causar danos graves na saúde dos operadores. Em muitos sistemas as tensões elétricas ascendem aos 600V.

Para poder prevenir os riscos indicados na manipulação de veículos elétricos e híbridos, em primeiro lugar é preciso conhecer o funcionamento do sistema de alta tensão que os alimenta. Dependendo da operação a realizar no veículo elétrico e híbrido, se existir um risco derivado da referida manipulação, será necessário desligar com segurança o sistema de alta tensão. Por outro lado, com o objetivo de minimizar o risco de contacto com alta tensão, existem ferramentas específicas para quando se manipula um veículo elétrico ou híbrido de ligação à rede elétrica.

Os acidentes com a eletricidade podem ser evitados se na intervenção forem tomadas precauções. O operador deverá realizar os procedimentos evitando o contacto com partes ativas dos materiais ou aparelho elétrico e evitando contactos com massas que acidentalmente fiquem sob tensão. Posto isto, deverão ser tomadas medidas no sentido de:

– Não tocar em elementos nús de uma instalação elétrica;

– Verificar se os isolamentos estão em bom estado, mas não danificar o isolamento dos fios e cablagens;

– Não puxar pelos cabos alimentadores dos circuitos para os desligar;

– Não efetuar ligações improvisadas.

Para além dos cuidados comuns, a formação do operador e a utilização de EPI – Equipamento de Proteção Individual, são essenciais.vA intervenção em componentes específicos de alta tensão só deve ser realizada por técnicos com o nível 3 de formação em média e alta tensão.

No que se refere aos EPI, a intervenção em componentes específicos de alta tensão requer a utilização de equipamentos isolados e com resistência elétrica elevada. Estes equipamentos deverão ser normalizados e substituídos sempre que algum deles estiver danificado.

 Leia o artigo completo aqui

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com