“Queremos aumentar a nossa capacidade de resposta”, Paulo Marques, Bombóleo

01 - Paulo-Marques-Bombóleo

Em plena crise pandémica a Bombóleo decidiu avançar com a abertura do polo logístico em Braga no decorrer do mês abril, assim como a abertura de um quarto polo logístico no Algarve, este mais recente, durante o mês de novembro

O Grupo Bombóleo está efetivamente num processo de investimento, que começou na remodelação das suas instalações, não só em Massamá, mas também no armazém do Porto, passando pela abertura de dois polos logísticos em Braga e no Algarve (Pateiro / Parchal). Em entrevista ao Jornal das Oficinas, Paulo Marques, administrador, fala destes investimentos e também da estratégia do grupo para o futuro.

 Quais os principais objetivos destes investimentos, quer da remodelação das instalações em Massamá e no Porto, quer nos novos polos logísticos?
Com a remodelação das instalações, queremos aumentar a nossa capacidade de resposta em termos de área de formação, logística e call center. É realmente um investimento transversal a todas as áreas da empresa. Relativamente à abertura dos polos logísticos em Barga e no Algarve, o principal objetivo é claramente o de estar mais próximo dos nossos clientes destes dois importantíssimos distritos, de Braga e Faro, e consequentemente aumentar a nossa quota de mercado. Acreditamos muito nas pessoas que estão envolvidas nestes projetos, pelo que os resultados serão positivos certamente.

 A Bombóleo é distribuidor da Magneti Marelli desde 2018. Que balanço faz do desempenho da marca no nosso país, nestes últimos dois anos?
A Rede iniciou no ano de 2019 uma nova fase após serem definidos novos requisitos por parte da Magneti Marelli. Esta nova fase originou a redução da rede. No entanto esta situação ajudou a que fizéssemos quase um ano zero e começássemos a trabalhar com uma base comum e transversal a todos os parceiros. Só desta forma foi possível começar a encetar contactos com potenciais clientes e parceiros de forma a dinamizarmos o negócio.  Também houve ao longo deste tempo uma fase de adaptação de stocks nas variadíssimas gamas de produto Magneti Marelli de forma a conseguirmos servir a rede com o produto da marca que representam, como nunca o foi no passado. Também aqui teve de haver um trabalho de adaptação mútua pois as oficinas retomaram gradualmente a sua ligação aos produtos da marca. O balanço tem sido muito positivo, pois a marca tem conseguido afirmar-se com uma imagem forte, dotada de uma grande qualidade, tecnologia e dinamismo. Tem lançado novas gamas de produto, das quais destaco as mais recentes: válvulas EGR, bombas de água, elevadores de vidro, amortecedores e amortecedores de mala universais. É uma marca na qual estamos a investir para o futuro.

E relativamente à rede Bosch Car Service, na qual a Bombóleo tem forte ligação, como tem tem sido a evolução desta relação?
O nosso envolvimento tem sido a 100%, este sempre foi e é o nosso compromisso. A Bosch é o nosso principal parceiro de negócio e na rede Bosch Car Service estão os nossos principais clientes, pelo que a nossa entrega é total, quer à marca, quer à rede. No presente ano contribuímos com a nomeação de duas novas oficinas para a rede e com a abertura dos dois novos polos logísticos pretendemos reforçar este trabalho, já que investimos fortemente em stock desta marca, nestes polos. Trata-se de um trabalho continuado de muitos anos, com muito empenho e dedicação.

Que impacto a pandemia está a ter na atividade da Bombóleo?
O impacto foi significativo nos meses de março e abril, em termos de vendas e na gestão das equipas. Todos nós tivemos de nos adaptar a uma nova realidade de vivência, tanto a nível pessoal como profissional.  Obrigou-nos a um “olhar para dentro“ como grupo de pessoas que somos e a “arrumar a casa“ de acordo com uma nova realidade.

Que medidas tomaram para manter a atividade em segurança para os vossos colaboradores e clientes?
Cumprimos as regras recomendadas pela DGS, reforçamos o uso da via tecnológica para continuarmos em contacto com os clientes (telefone, emails, plataforma web) e entre nós, reunimo-nos em teleconferências periódicas via teams e Skype.

E como se tem preparado a Bombóleo para as mudanças que estão a acontecer no aftermarket?
Alargando o nosso portfólio de produtos e incrementando serviços e espaços logísticos (Polos de Braga e Algarve). Apostamos também na formação interna e aos nossos parceiros de negócio, assim como na relação de confiança com os nossos atuais e novos parceiros de negócio.

Considera que a Bombóleo é uma empresa digitalizada?
Sim, e são constantes os investimentos nesta área. Alguns exemplos, são a nossa plataforma de encomendas web, processos internos de armazém e gestão das nossas atividades do dia a dia. A Bombóleo está consciente da nova era digital, temos uma plataforma interna de suporte à gestão e logística, e estamos sempre a melhorar o nosso portal web, site e redes sociais.

A Bombóleo tem previsto realizar ações de formação para os seus clientes?
Todos os anos temos um plano de formação para os nossos clientes, que neste momento pelo efeito da pandemia está suspenso, ao que se refere a formações presencias. Estamos a contratar recursos humanos para a área da formação para o ano de 2021 e esta será uma das nossas grandes apostas. A realidade é que ainda existem muitos empresários em Portugal que vêm a formação dos seus técnicos como um custo e não como um investimento necessário para prestar um melhor serviço. A recetividade tem sido muito boa nas novas tecnologias (Híbridos e Elétricos) e menos positiva nas restantes tecnologias e em formações comportamentais.

Qual é o vosso compromisso com os clientes?
Tudo fazemos para que o cliente se sinta bem em trabalhar com o Grupo Bombóleo. Apostamos em novas gamas e serviços (ex. Formação e apoio técnico) por forma a que o cliente se mantenha fidelizado. Não temos nenhum segredo, mas apenas muito trabalho, dedicação, seriedade e prontidão dos nossos colaboradores para prestarmos um bom serviço e transmissão de confiança aos nossos clientes. Estes têm sido os pilares do Grupo há 61 anos.

Leia a entrevista completa aqui

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com