Mobilidade elétrica e não só… também economia

02 - Jose-Alves-Pres-Atlantic-PartsAtento ao tema da mobilidade elétrica, estamos cientes que nos próximos tempos a evolução será seguramente lenta. Na atualidade qualquer plano depende infelizmente… de uma vacina ou dum eficaz tratamento.

Por isso vamos assistindo ao desenrolar dos acontecimentos tendo a convicção que, passando esta pandemia, os que ficarem (recursos materiais e humanos) têm uma revolução pela frente e muito a refletir…

Como será a mobilidade? Será mundial e livre ou, …mais restritiva e regional? Será ecológica ou mais do que se pensava….? A reconfiguração da atividade são a base do que é preciso pensar e planear nos próximos 15 anos: industrial (o que produzir, como e onde?), comercial (como se vende e por que canais?), alimentar (que exigências sanitárias de alimentação vão ser requeridas?) e de mobilidade (que meio e tipo de transporte os países e as comunidades vão apoiar).

Como dizia Sêneca “Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade”. Voltaremos aos planos quinzenais tão usados nos “meus velhos tempos” para enquadrar estratégias. Afinal a velocidade de propagação tecnológica sofreu um revés e a desconfiança das news vai-nos fazer mais ponderados.

O mundo move-se tão depressa atualmente, que uma pessoa que diz que alguma coisa não pode ser feita, é em geral interrompida por alguém que já o está a fazer

Atentemos ao paradigma que mudou, durante todos estes meses de pandemia, quase sem nos apercebermos, e que vai mudar a economia, a atividade… e a mobilidade. Começamos a ter que procurar não um T1 para a família, mas um T1 + escritório. Tudo pode e deve mudar, inclusive na mobilidade.

No curto e médio prazo o transporte público vai ser preterido, devido ao potencial contágio de vírus, e nos centros urbanos o futuro será A mobilidade elétrica. Este tipo de mobilidade será prioridade no processo de incentivo de regulação dos vários Países Europeus. E logo que o custo das baterias diminua, a frota de carros elétricos aumentará significativamente a nível urbano. Além disso, muitos países fecharam as suas fronteiras e impuseram medidas restritivas referentes à deslocação.

Consequentemente assiste-se a significativas reduções de transporte e mobilidade, não só à nível local, mas também a nível regional e entre países europeus. Também as opções do teletrabalho, podem ser consideradas como o maior impacto na movimentação e mobilidade do mercado automóvel e de transportes.

Embora expliquemos o decréscimo de negócio, desgraçadamente com a pandemia, temos que analisar que, possivelmente, a permanência deste decréscimo não terá a médio/curto prazo mais desculpa neste vírus. Afinal os hábitos estão a mudar e nós também temos de mudar: especialmente a nossa conceção no mercado onde atuamos … Demora muitos anos, é verdade!

Uma vacina e o seu estudo, dizem os especialistas, demora 10 anos em teste, e felizmente esta nova esperança demorou pucos meses. Prepare-se: O mundo move-se tão depressa atualmente, que uma pessoa que diz que alguma coisa não pode ser feita, é em geral interrompida por alguém que já o está a fazer. l

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Banners - PopUp_Jornal_Oficinas