“A concentração, através de fusões e aquisições, é inevitável”, Miguel Melo,  MCoutinho Peças/AZ Auto

02 - Miguel-Melo-administrador-da-MCoutinho-Peças-AZ-Auto

A MCoutinho Peças é o único distribuidor nacional – e, provavelmente, europeu – com 32 marcas de peças de equipamento original imediatamente disponíveis, com uma cobertura superior a 98% do parque nacional.

Aliado a isso, é possível encontrar na AZ Auto 19 marcas IAM com o mesmo nível de disponibilidade. Uma importante característica da MCoutinho Peças + AZ Auto é o dinamismo, a capacidade de se adaptar e de aproveitar as oportunidades que surgem no mercado. A constante mudança e inovação é a chave para o sucesso “num mundo cada vez mais volátil, incerto, complexo e ambíguo”.

O principal eixo estratégico da empresa são as pessoas “bem formadas, bem focadas e altamente motivadas”, preparadas para ouvir o cliente e ajudá-lo a desenvolver os seus negócios. A MCoutinho Peças foi pioneira na implementação de soluções para os clientes, como é o caso o portal, que inclui inúmeras ferramentas que lhe possibilitam trabalhar completamente em «self-service» online. Além disso, também foram desenvolvidas ferramentas de produtividade com reflexo no serviço ao Cliente, como Sales Force Automation, permitindo gestão de vendas integrada com atendimento e operação, sistema de gestão de armazéns, entre outros.

Aumentaram recentemente o vosso armazém no Porto. Que mais valias vai trazer o novo espaço para a MCoutinho Peças e seus clientes?
A expansão do armazém do Porto era uma necessidade dado o crescimento da atividade. A MCoutinho Peças tem vindo a crescer dois dígitos e o espaço era manifestamente limitado para oferecermos o nível de serviço a que habituámos os nossos Clientes.

Estamos a implementar uma nova geração de operação logística que irá potenciar o nível de serviço aos Clientes, com simultânea redução de tempo e custos, e respectivo aumento de produtividade.

Como se tem preparado a MCoutinho Peças para as mudanças que estão a acontecer no aftermarket?
Algo que entendemos ser uma importante característica da MCoutinho Peças + AZ Auto é o desenvolvimento de capacidades dinâmicas. Ou seja, e usando um lugar-comum, não adivinhamos o futuro. Mas estaremos sempre preparados para nos adaptar e, diria mais, tirarmos as oportunidades que surgem no mercado. Somos reconhecidos por estarmos em constante mudança, em constante inovação. Sabemos que nada é eterno e nunca podemos tomar nada como garantido. O mundo é, cada vez mais, volátil, incerto, complexo e ambíguo (VUCA = Volatile, Uncertain, Complex and Ambiguous). E, por isso, procuramos construir a melhor equipa do mundo. Boas pessoas, bem formadas, bem focadas, altamente motivadas. Este é o principal eixo estratégico da MCoutinho Peças + AZ Auto. As pessoas. Em todas as áreas.

Depois, a nossa profunda orientação para uma logística de excelência, com processos dinâmicos, em melhoria contínua. É, e será sempre, uma obra inacabada. Outro eixo estratégico é a orientação tecnológica. Temos desenvolvido internamente ferramentas poderosíssimas no contacto com o Cliente, e também em termos de produtividade e melhoria do processo. Não temos dúvidas que seremos uma referência também neste campo, por que conhecemos o mercado e ouvimos constantemente os Clientes. Somos ótimos ouvintes e excelentes implementadores. Estaremos sempre ao lado dos nossos Clientes e a nossa missão é ajudá-los a desenvolver os seus negócios.

Considera que a MCoutinho Peças é uma empresa digitalizada? Quais os processos que já se encontram digitalizados dentro da empresa?
Conforme já atrás referido, a MCoutinho Peças + AZ Auto cedo se posicionou como uma empresa orientada para o digital. Fomos pioneiros na implementação de soluções para os Clientes – como o portal totalmente orientado para o Cliente, desenvolvido internamente por pessoas que conhecem o mercado; processo de devoluções digitalizado e com a possibilidade de o Cliente trabalhar completamente em self-service; integração TecCord e TecCom; portais específicos de parceria com Clientes; sistema de reposição automática de stocks para Clientes – VMI, Vendor Management Inventory; plataforma de atendimento e gestão do call center;. Também desenvolvemos ferramentas notáveis de produtividade e com reflexo no serviço ao Cliente, como Sales Force Automation, permitindo gestão de vendas integrada com atendimento e operação; sistema de gestão de armazéns; entre outros. E isto é apenas o início…

A MCoutinho Peças tem previsto realizar ações de formação para os seus clientes?
Na MCoutinho Peças + AZ Auto entendemos que a formação contínua é essencial, não só para colaboradores, como Clientes. Nesse sentido, promovemos a formação multidisciplinar e multiárea para Clientes. Um caso concreto e visível é o desenvolvido com a rede RINO.

Qual é o vosso compromisso com os clientes?
Ouvir os Clientes e fazer sempre melhor. Posicionamo-nos não como fornecedores de peças, mas como parceiros com soluções integradas. Mais do que peças, oferecemos tempo aos nossos Clientes. Não temos dúvidas – e o histórico fala por si – que, desenvolvendo soluções integradas, o Cliente poupa imenso tempo, simplificamos imenso os processos, facilitamos imenso o negócio.

Ou não fosse a MCoutinho Peças o único distribuidor nacional (e, provavelmente, europeu) com 32 marcas de peças OEM imediatamente disponíveis, com uma cobertura superior a 98% do parque nacional. Aliada a essa oferta, podemos encontrar na AZ Auto, 19 marcas IAM com o mesmo nível de disponibilidade.

Que mais valias trouxe para a empresa a associação ao grupo ibérico de peças CGA?
A parceria com a CGA tem excedido em muito as nossas expectativas, tendo potenciado muito significativamente o negócio de peças IAM. A relação entre a MCoutinho Peças+AZ Auto e a CGA é de total transparência e entendemos que dificilmente poderia ser melhor.

E relativamente às oficinas RINO, qual tem sido o seu desempenho?
A RINO tem vindo a registar um crescimento muito significativo na qualidade da sua rede. Ao contrário da maior parte das redes, que procuram quantidade de oficinas, o posicionamento da RINO é de parceiros de qualidade, para prestarem serviços de qualidade aos nossos Clientes. Encaminhamos mais serviços que nunca para as oficinas, fruto de protocolos sólidos com empresas, apostamos na divulgação nacional com foco no cliente final e apostamos ainda mais na formação das nossas oficinas. Em suma, 2020 é, pelas razões que conhecemos, um ano atípico, mas mesmo na adversidade a RINO conseguiu manter os seus compromissos e continuar a sua trajetória de melhoria contínua.

 MCoutinho Peças + AZ Auto têm acrescentado novas marcas e linhas de produto ao seu portfólio. Tenciona continuar a aumentar as vossas linhas de produto?
É um objetivo o constante crescimento do portefólio da MCoutinho Peças + AZ Auto. Por um lado, apostar em peças originais de marcas que ainda não sejam representadas, alargando assim a cobertura do parque nacional, por outro aumentar o portefólio de peças independestes tendo sempre em conta um vetor, maior oferta com a maior qualidade.

Mesmo com o incremento dos contactos online considera importante manter o contacto presencial com os clientes?
Apesar do peso do online ser cada vez maior, existe uma necessidade de manter um contacto mais presencial com os clientes. Há relações entre comerciais e clientes que hoje em dia são mais do que profissionais, e é bom manter esse tipo de dinâmicas. Existe um nível de confiança que só é atingido quando interagindo com outra pessoa, facto que não vai mudar durante algum tempo ainda.

Promovem campanhas de incentivos e descontos junto das oficinas? Qual tem sido a sua aceitação?
A MCoutinho Peças + AZ Auto, tem uma política de campanhas muito dinâmica, com cerca de 30 campanhas anuais. Tanto as oficinas como os retalhistas tiram grande partido dessas dinâmicas comercias, que são vistas como uma mais valia no momento da compra. Existem vários tipos de campanhas, com vários propósitos diferentes, mas todas elas figuram vantagens para o cliente.

Quais são as tendências futuras no setor grossista (e também retalhista) ao nível das peças auto originais em Portugal?
O mercado nacional de peças auto é muito disperso. Os líderes de vendas não terão mais do que 4% de quota de mercado. Nesse sentido, continuará, muito provavelmente, na tendência de concentração, através de fusões e aquisições.

Notícias da mesma categoria

Redação JO

Do mesmo Autor: Redação JO

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Banners - PopUp_Jornal_Oficinas