“O ano de 2021 augura-nos boas perspetivas”, Tiago Domingos, Auto Delta

07 - AutoDelta

Para a Auto Delta, o estatuto PME Excelência Aftermarket 2020 é um motivo de orgulho para todos os elementos da equipa que, cada qual à sua maneira, contribuem para que esta distinção seja uma realidade ano após ano.

Tiago Domingos, diretor de comunicação, realça “o facto de ser um galardão muito importante quando falamos da construção da reputação da empresa no nosso mercado, ao nível financeiro, mas também para a sociedade em geral. Especialmente relevante é a atribuição referente a um 2020 marcado pela pandemia, reflexo de que, mesmo em condições complicadas, conseguimos colocar em prática a nossa filosofia de negócio que nos tem acompanhado desde sempre.”

Embora o setor automóvel não tenha sido atingido pelos efeitos da pandemia como outros da economia nacional, a Auto Delta não é imune à crise que poderá ser ainda maior se as ferramentas decisivas não foram disponibilizadas às empresas e famílias de forma a “dar a volta” a um momento em que, de forma geral, ainda estamos longe dos números de 2019.

De uma forma global, a pandemia permitiu confirmar que a presença física no local de trabalho, apesar de muito importante, por vezes poderá não ser obrigatória devido ao alto grau de digitalização que a Auto Delta já tem implementada na organização

Os grandes desafios para o futuro da Auto Delta são os grandes desafios para todos os players do Aftermarket nacional, sendo que, na opinião de Tiago Domingos “devemos abraçar um mercado em grande mutação, seja a montante ou a jusante. Do lado dos fornecedores e fabricantes automóveis teremos de prestar uma atenção redobrada às movimentações e evoluções tecnológicas que não se ficarão apenas pela alteração dos motores a combustão para motores elétricos.

Olhando para os nossos clientes e parceiros, a mudança também é assinalável, não só pela eventual concentração de empresas e aparecimento de outros players, mas também pela própria evolução de um mercado que cada vez mais está em ebulição, surgindo regularmente concorrentes com outras condições e capacidade, fruto muitas vezes da sua completa desmaterialização, apostando unicamente em lojas online de fácil utilização, com menos custos e uma maior agilidade de processos.”