Big Data e veículo conectado

09 - bigdata

Os veículos conectados são imparáveis geradores de dados e a utilização das novas tecnologias permitirá aproveitar ao máximo toda a informação que cada veículo é capaz de disponibilizar

Big Data é uma expressão que faz referência a avultadas quantidades de dados, estruturadas ou não, que devido ao seu volume e grande velocidade de crescimento se tornam difíceis de recolher, processar e armazenar através de ferramentas convencionais.

Em maior ou menor medida, praticamente todos os veículos que hoje em dia as marcas colocam à venda dispõem de um certo grau de conetividade. Os automóveis integram sistemas capazes de captar diferentes parâmetros e também capazes de os transmitir. Por exemplo, a tecnologia do sistema e-call analisa de forma contínua uma série de parâmetros relacionados com a aceleração e a posição do veículo e, caso esses parâmetros se tornem compatíveis com a ocorrência de um acidente, alerta de forma automática e de imediato os serviços de emergência, identificando a localização em que se encontra o veículo para que a tão necessária ajuda chegue o mais rápido possível às pessoas envolvidas no sinistro.

Os veículos conectados mais avançados também enviam informações relativas ao seu estado a todo o momento. Assim, se um veículo sofre algum tipo de acidente e se encontra parado na berma, enviará informações que poderão ser aproveitadas pelos restantes utilizadores de veículos conectados, que receberão um aviso relativo à localização do veículo avariado. Do mesmo modo, se um veículo conectado “vê” que outro veículo se encontra parado na berma, enviará as informações pertinentes para a nuvem para que possam ser processadas e aproveitadas pelos restantes utilizadores da via, que receberão os respetivos avisos caso utilizem outro veículo conectado, e pelos gestores de trânsito, que poderão acionar os meios necessários de forma imediata para solucionar o problema no menor tempo possível.

Outras informações relevantes que os veículos conectados são capazes de enviar são as relativas ao seu estado. Assim, os fabricantes poderão receber informações sobre o estado dos pneus, os níveis dos líquidos ou o estado da bateria do veículo, caso se trate de um elétrico.

Leia todo o artigo aqui.