Melhorar a qualidade do serviço

09 - N1_melhorar_qualidade_servico

A pandemia e os confinamentos que todos vivemos, fez com que os clientes se habituassem a agendar as visitas às oficinas e atualmente a generalidade trabalha com marcações. As oficinas deram esse passo e os clientes foram fáceis de convencer

De forma geral foi possível confirmar que os clientes não deixaram de ir às oficinas pelo simples facto de terem de fazer uma marcação. Talvez esta pandemia tenha feito desaparecer as urgências que os clientes pareciam ter. Outro aspeto que foi possível comprovar e confirmar com os clientes, é que desde que se fazem marcações de forma maioritária em relação ao total de entradas nas oficinas (não há como evitar reboques e clientes de passagem) que é mais fácil cumprir os prazos de entrega acordados com os clientes, pelo que estamos a melhorar a qualidade do serviço.

Também é evidente que, se as entradas são mais fluidas e são acordadas com os clientes de acordo com a capacidade produtiva das oficinas, os restantes processos são mais eficientes. Assim, sem nos darmos conta, melhoramos tempos de ciclo, ou seja, reduz-se o tempo entre a entrega do carro à oficina e a entrega do veículo ao cliente, pelo que se melhora a capacidade de entradas/dia nas oficinas, o que é o mesmo que ter a oportunidade de aumentar o volume de negócio. E, por último, melhora-se substancialmente a qualidade de vida laboral, especialmente a do proprietário da oficina.
É por isso natural de que aqueles que o puderam comprovar pessoalmente não permitirão que esta boa prática deixe de ocorrer quando todos superarmos o choque da Covid-19. A planificação das marcações é essencial para uma boa rotação de veículos, para reduzir os tempos de permanência do veículo na oficina e para a qualidade do serviço.

Para ler todo o artigo clique aqui.