Revista TOP 100 – Edição 2021, já disponível online

09 - top100-2021

Em 2020, apesar dos desafios colocados pela pandemia e pela conjuntura económica desfavorável em alguns setores de atividade, o aftermarket conseguiu reagir e afirmar-se como um setor dinâmico, maduro e resiliente, resistindo exemplarmente ao impacto do Covid-19.

Nesta edição 2021 da Revista TOP 100, fazemos um balanço do ano que passou e publicamos os rankings dos maiores distribuidores aftermarket a nível nacional.

Pelo sétimo ano consecutivo, voltamos a reconhecer e a premiar os melhores distribuidores do aftermarket, na tradicional Gala TOP 100, que este ano conseguimos realizar em formato presencial, ganhando assim mais protagonismo junto dos players do mercado. Um evento que reuniu os maiores operadores do setor num ambiente com muito glamour e boa disposição. Momentos de confraternização e convívio no cenário magnífico da Quinta das Lágrimas, em Coimbra.

Para além da reportagem completa do evento com fotos dos premiados, voltamos a publicar muita informação útil sobre estatísticas e dados do mercado, assim como as habituais reportagens aos principais players do setor. Histórias de sucesso de organizações que se destacam pela qualidade dos produtos que comercializam, bem como pela estratégia com que se afirmam no mercado.

Nesta edição pode ler uma extensa entrevista com Sylvia Gotzen, Diretora Executiva da FIGIEFA, que aborda temas atuais do aftermarket, como a cibersegurança e o MVBER. A cibersegurança, apesar de ser um assunto relativamente recente, já está a dar muitas dores de cabeça no setor automóvel e urgem decisões por parte dos organismos internacionais, para estabelecer standards ao longo de todo o ciclo de vida do veículo.

Na rúbrica dedicada ao mercado publicamos um artigo a  explicar o Pacote legislativo “Fit for 55”, que vem regulamentar a redução prevista das emissões de gases com efeitos de estufa em pelo menos 55% já até 2030.

Pode ainda ler nesta edição os resultados do mais recente estudo do observatório Pós-venda da DPAI/ACAP. Os quadros que publicamos mostram que a atividade pós-venda passou pelos pingos da chuva na crise Covid, foi resiliente e recomenda-se! Ou seja é uma atividade interessante e para manter.

A mobililidade está na ordem do dia e por isso abordamos este tema em vários artigos, apresentando a enorme variedade de inovações concebidas para as estradas urbanas, como a mobilidade como serviço, a gestão de tráfego e sistemas de estacionamento avançados, soluções de partilha de frete e novos conceitos de transporte em duas ou três rodas.

O fim dos motores a combustão e o impacto para as oficinas é tema para outro artigo. De acordo com a proposta lançada pela Comissão, “todos os automóveis novos registados a partir de 2035 deverão ser de emissões zero”. Mas o que significa isso para o mercado pós-venda em geral, e para as oficinas de reparação em particular?

Pode ainda ler o artigo dedicado às tendências do negócio da distribuição de peças aftermarket. A chave do futuro sucesso residirá no micromarketing e em ter diferentes abordagens de venda para diferentes clientes-alvo. As estratégias deste género estão num território inexplorado para a maioria dos distribuidores de peças automóvel.

Desejamos boa leitura!