Apenas 21% dos empregadores exclui a hipótese de contratar em 2020, diz a Hays

04 - hays

De acordo com os resultados de um inquérito realizado pela Hays, grupo líder em recrutamento de profissionais qualificados, apenas 21% dos empregadores exclui a hipótese de continuar a contratar até final de 2020.

Os resultados deste inquérito, realizado a mais de 240 empregadores, indica que 6% pretende recrutar de imediato, 15% pretende recrutar agora e de forma gradual até final deste ano, 30% pretende recrutar quando a situação regressar à normalidade e 28% indica não saber ainda quais as suas intenções de contratação.

Entre os perfis que serão mais procurados pelos empregadores nos próximos meses, estarão comerciais (38% dos empregadores), profissionais de tecnologias de informação (29%), engenheiros (23%), profissionais de marketing e comunicação (16%) e profissionais de suporte administrativo (14%).

Paula Baptista, managing director da Hays Portugal, afirma que “as últimas semanas geraram alguma incerteza no mercado laboral português. No entanto, os resultados do nosso inquérito revelam que a grande maioria dos empregadores não desistiram de contratar até final do ano em curso, o que é um bom indicador de que as empresas estarão focadas em preparar as suas equipas para retomar a normalidade e os seus planos de crescimento assim que possível”.

Este inquérito anónimo foi realizado no período de 6 a 15 de abril de 2020, junto de 244 empregadores a atuar em Portugal nos mais diversos setores de atividade.