MANN-FILTER alerta para condução com filtros obstruídos

06 - MANN FILTER alerta para condução com filtros obstruídos

No contexto do aumento dos preços dos combustíveis, estão a ser dados muitos conselhos aos condutores sobre como poupar no consumo de combustível. Conselhos geralmente conhecidos, tais como a utilização de ar condicionado; e outros que provavelmente não são tão bem conhecidos, tais como o facto de “saltar o período de manutenção dos filtros do motor também aumentar em certa medida o consumo de combustível”, avisa o fabricante dos sistemas de filtragem MANN-FILTER

A importância de respeitar os períodos de manutenção dos filtros de motor em relação ao consumo é explicada porque os meios filtrantes utilizados na indústria automóvel realizam a sua tarefa de filtragem de acordo com o ‘efeito de profundidade’, “ou seja, a separação das partículas ocorre dentro da rede de fibra que constitui o meio filtrante”, explica a empresa.

“No início do processo de filtração, algumas partículas são primeiro depositadas na superfície das fibras, e com o passar do tempo, a densidade de ocupação aumenta e as formações densa e com ramificações podem ser configuradas, o que também contribuirá para melhorar o desempenho da filtração”, explica Antonio Martínez, director técnico da MANN-FILTER em Espanha e Portugal.

No entanto, com o tempo, o volume de fibras disponíveis no meio para armazenar as partículas que são separadas será reduzido, de modo que a queda de pressão aumenta, “por outras palavras”, explica Martínez, “o esforço que o motor tem de fazer para que os diferentes fluidos passem através dos filtros aumenta”, o que se traduz num maior consumo de combustível.

Após um período de serviço, “que é especificado nos manuais de manutenção do veículo”, segundo a empresa, o filtro fica entupido, atingindo o ponto máximo de perda de carga, altura em que deve ser substituído.

Assim, “não mudar os filtros quando é devido”, adverte o diretor técnico da MANN-FILTER, “significa conduzir com filtros entupidos, o que significa que o motor faz um esforço extra para mover os fluidos através desta concentração de sujidade, o que resultará num aumento do consumo e das emissões poluentes”.