Bosch e Cariad parceiras pela condução autónoma

01 - Bosch-e-Cariad-parceiras

Mais segurança e menos stress para os condutores, implementação mais rápida de funções de condução autónoma em todas as classes de veículos: a Bosch e a Cariad, subsidiária do Grupo Volkswagen, estão a colaborar para alcançar esse objetivo, e chegaram a acordo para estabelecer uma pareceria

As empresas querem tornar a condução parcial e altamente automatizada adequada à produção em volume e, portanto, disponível para a grande maioria dos consumidores.

Para os veículos vendidos sob as marcas do Grupo Volkswagen, a aliança visa disponibilizar funções que vão permitir que os condutores tirem temporariamente as mãos do volante. Mais especificamente, estas funções são sistemas mãos-livres de nível dois para condução urbana, extraurbana e autoestrada, bem como um sistema que assume todas as funções de condução em auto estrada (SAE Nível 3). A primeira dessas funções deve ser instalada em 2023.

Para condução parcial e altamente automatizada, as duas empresas vão desenvolver em conjunto uma plataforma de software padronizada e de última geração. O objetivo é usar esta plataforma em todas as classes de veículos particulares vendidos sob as marcas do Grupo Volkswagen – e, portanto, numa das maiores frotas de veículos do mundo. Além disso, será também possível integrar todos os componentes desenvolvidos no âmbito desta parceria em veículos e ecossistemas de outras fabricantes.

Experiência em software e volume de produção
“Para veículos de propriedade privada, o progresso para a condução autónoma acontece um passo de cada vez. Na Bosch, trabalhamos nesse campo com sucesso há muitos anos. Juntamente com a Cariad, estaremos a partir de agora a acelerar o lançamento no mercado de funções de condução parcialmente e altamente automatizadas em todas as classes de veículos, tornando-as disponíveis para todos. Isto tornará a condução nas estradas mais segura e descontraída,” afirma o Dr. Markus Heyn, membro do conselho de administração da Bosch. “Teremos também capacidade para oferecer as soluções que criamos a outros clientes e, dessa forma, estabelecer novos padrões.” Os dois parceiros têm o que é preciso para tornar a condução cada vez mais automatizada uma visão comum nas estradas: ambos têm décadas de experiência na produção em volume, escalabilidade e aprovação de sistemas de condução, além de experiência nas áreas de software, programação orientada por dados e inteligência artificial.

“A condução autónoma é a chave para o futuro da nossa indústria. Com esta cooperação, fortaleceremos a reputação na inovação da Alemanha. A Bosch e a Cariad vão aprimorar ainda mais a sua experiência no desenvolvimento de tecnologias pioneiras”, afirma Dirk Hilgenberg, CEO da Cariad. “Isso reforça a nossa ambição de oferecer as melhores soluções possíveis aos nossos clientes o mais rápido possível.”

Processamento inteligente de informações do ambiente real
Em várias localizações pertencentes às duas empresas, especialmente em Estugarda e Ingolstadt, colaboradores da divisão Bosch Cross-Domain Computing Solutions e Cariad vão trabalhar juntos para desenvolver funções de condução parcial e altamente automatizadas. Trabalhando em equipas mistas e ágeis, farão parte de uma rede global. Em momentos de pico, espera-se que os diversos módulos requeridos pelo projeto – de middleware a aplicações individuais – ocupem mais de 1.000 especialistas das duas empresas. As duas empresas já começaram a recrutar novos especialistas para trabalhar nesta parceria. O foco dos trabalhos do projeto será o desenvolvimento de software orientado a dados com base em informações de sensoriamento surround de 360 graus. Para isso, será criado um ambiente de desenvolvimento altamente inovador para registo, avaliação e processamento de dados. O ambiente também fará uso de métodos de IA.

A ideia por trás disso é simples. Quanto mais extenso o conjunto de dados do tráfego rodoviário real, mais robusto e natural pode ser o design das funções de condução parcialmente e altamente automatizadas. Isso aplica-se, por exemplo, a camadas adicionais para mapas de alta resolução para localização e orientação lateral e longitudinal de veículos. Esta parceria irá também trabalhar nessas camadas. Além disso, aplica-se igualmente a situações de condução quotidianas e aos chamados “casos de esquina” – os incidentes de trânsito que ocorrem raramente e que são especialmente complicados para um sistema resolver.

Processamento de informação em tempo real
“O melhor campo de teste para o desenvolvimento da condução autónoma é o tráfego rodoviário. Com a ajuda de uma das maiores frotas de veículos conectados do mundo, teremos acesso a um enorme banco de dados. Isso irá permitir-nos levar os sistemas de condução autónoma a um novo nível. Todos os nossos clientes poderão beneficiar disso”, afirma Dr. Mathias Pillin, presidente da Bosch Cross-Domain Computing Solutions. “Juntos, podemos testar funções de condução autónoma numa escala mais ampla em veículos reais e implementá-las mais rapidamente. O nosso trabalho de engenharia será feito em conjunto, com a Bosch e a Cariad enquanto equipa. Nunca houve uma aliança como esta na indústria automóvel”, reforça Dr. Ingo Stürmer, diretor de projetos da aliança na Cariad.