Mercado global mantém tendência de queda

12 - Mercado-global-mantem

Em Novembro de 2021 foram matriculados pelos representantes legais de marca a operar em Portugal 13.935 veículos automóveis, ou seja, menos 28,7 por cento que no mesmo mês de 2019 e menos 6,9 por cento quando comparado com Novembro de 2020

Nos onze meses de 2021, foram colocados em circulação 163.944 novos veículos, o que representou uma diminuição de 33,1 por cento relativamente a 2019, apesar da comparação com 2020 mostrar um aumento de 3,3 por cento.

Relativamente aos veículos matriculados por tipo de energia, verifica-se que em Novembro de 2021 foram matriculados mais 37,9 por cento de veículos movidos a energias alternativas que no mesmo mês do ano anterior.

Em termos acumulados, de Janeiro a Novembro, foram matriculados, pelos representantes oficiais de marca, 46.271 veículos ligeiros de passageiros novos movidos a energias alternativas tendo isto representado um aumento de 75,5 por cento face o mesmo período de 2020.

Veículos Ligeiros de Mercadorias
O mercado de ligeiros de mercadorias registou, em Novembro de 2021, uma evolução negativa de 7,2 por cento face ao mês homólogo do ano de 2019, situando-se em 2.637 unidades matriculadas. Também comparando com Novembro de 2020 se verificou uma queda de 5,9 por cento.

Em termos acumulados, o mercado atingiu 25.509 unidades, o que representou um decréscimo de 24,8 por cento face ao período homólogo do ano de 2019 e um aumento de 6,7 por cento em comparação com o período homólogo de 2020.

Veículos Pesados
Quanto ao mercado de veículos pesados, o qual engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, em Novembro de 2021 verificou-se um crescimento de 27,1 por cento em relação ao mês homólogo de 2019, tendo sido comercializados 370 veículos desta categoria. Em comparação com o mesmo mês de 2020, o mercado registou um aumento de 8,2 por cento.

De Janeiro a Novembro as matrículas desta categoria totalizaram 4.406 unidades, o que representou um decréscimo do mercado de 14,3 por cento relativamente ao período homólogo de 2019 e um aumento de 21,3 por cento quando comparado com o mesmo período de 2020.